Posts Tagged ‘tendência’

Razorfish: panorama 2010

domingo, maio 30th, 2010

Uma apresentação bem enxuta com um panorama das tendências de marketing:

We love WGSN

segunda-feira, março 22nd, 2010

Para quem curte tendências, o WGSN é uma das paradas obrigatórias, mas ter uma assinatura requer um investimento não muito acessível a todos. Foi lançado o novo portal e para aproveitar o lançamento, criaram uma ação aqui no Brasil para os fãs do site. A ideia é que você declare seu amor ao WGSN com foto ou vídeo, poste na comunidade no Facebook a sua declaração e as 3 que tiverem mais votos do público (ou “curtir”), ganha uma assinatura de 6 meses. Se você como eu sonha com uma assinatura, coloca toda a sua criatividade para fora e manda bala.

image001

TREND TIMELINE (1750-2010)

quinta-feira, janeiro 14th, 2010

Em tempos nos quais a gente tem que ser tornar praticamente um BABALORIXÁ e prever a qual vai ser THE NEXT BIG THING do dia seguinte, nada mais apropriado do que olhar para o passado. O designer e futurista (oi?) Peter Von Stackelberg nos presenteia com uma TIMELINE de acontecimentos e tendências que vão desde 1750 a 2010. Ao reunir os principais eventos ocorridos na política, economia, tecnologia e movimentos sociais, podemos perceber padrões e interrelações entre os fatores que eclodiram na própria História da humanidade.

Vale dar aquela olhadinha.

Para visualizar o arquivo, é só clicar na imagem abaixo.


Briefing Trendwatching

terça-feira, maio 5th, 2009

Para quem curte tendências, o site Trendwatching é indispensável, assim como o report anual que eles fazem. Hoje saiu o briefing de maio e está disponível para baixar em pdf.

springwise

Estilo NYC

quinta-feira, fevereiro 26th, 2009

BonobosNo UrbanEye [do New York Times] de hoje, a dica estilosa é a loja Bird, no Brooklyn. De acordo com a reportagem, novaiorquinos têm tornado a loja no novo hype fashion da cidade por conta das calças namorado, gravatas skinny/lápis e outros ‘garimpos’ que as donas da marca fazem mundo afora.

A matéria também tem dica de site de compras para homens. No caso, calças “tight-but-not-too-tight” que a Bonobos.com vende e – segundo o jornal – “caem melhor que jeans e ficam entre o sensual e o confortável.”

Bird - loja do momento no Brooklyn, Nova York.

Bird - loja do momento no Brooklyn, Nova York.

*Mark é jornalista e publicitário no Rio. Ele também mantém o Blog do Editor, na Paradoxo.

Tendências

quinta-feira, dezembro 18th, 2008

Eu sou viciada em relatórios de tendências. Tenho uma coleção deles e estou sempre baixando novos no slideshare e me frustro quando não tenho acesso a algum.  E esse, indiscutivelmente, foi o ano em que a Social Media ficou sob holofotes.

Aí vão dicas de alguns relatórios gratuitos e sites de tendências que valem a pena a visita:

- Most Contagious 2008:  o relatório mostra as melhores ações de 2008 em vários segmentos

- Springwise: site de tendências. Ele tem um banco de idéias bem interessante dividida por área.

Trendwatching: foco em estudo de tendências. Liberou recentemente o relatório 2009, que custa US$ 799,00. Dá para baixar o briefing que tem tudo que foi abordado no relatório final.

- When did we start trusting strangers: relatório feito pela Mac Cann analisando a evolução do poder e influência na compra através de conversas.

- Previsões de Social Media para 2009: análise do que aconteceu em 2008 nas redes sociais e o que promete para 2009.

- Hot Trends for 2009: highlight de idéias de tendências para 2009. Curtinho e interessante.

- FEED 2008: The Razorfish Consumer Experience

- Creativity: de campanhas à discussões e outras lições para 2009

- Digital Youth: relatório sobre comportamento de crianças e adolescentes com gadgets e novas mídias

- WGSN: já tinha postado aqui. A WGSN fez 10 anos e disponibilizou gratuitamente todo os seu conteúdo até o final de dezembro. Ainda dá tempo de dar uma boa vasculhada por lá. Só é uma pena que não tem relatórios para baixar. Da-lhe “copy/paste”

- EMarketer: tem dois tipos de cadastro no site, um gratuito e um pago. Tem um newsletter diário que vale a assinatura, que é gratuita.

(mais…)

Des[mitificando]??

sexta-feira, dezembro 12th, 2008

É com enorme prazer que escrevo meu primeiro “post” aqui e com a largada dada no calendário de desfiles, resolvi escrever sobre algo que semestralmente vejo diante dos meus olhos: o dilema das “tendências”!! Duas vezes por ano vejo inúmeras pessoas “decifrando” looks desfilados por várias “maisons” européias, numa verdadeira epopéia ao que lançar no Brasil. Desconsiderando importantes fatores como climáticos, históricos e culturais entre esses dois continentes, foco minha análise em algo mais  ”interno” dessas coleções.

Muitas,  mas muitas marcas, européias têm uma liberdade ($$$) de criação e desenvolvimento que dificilmente se vê por aqui por uma simples razão: ELAS NÃO PRECISAM VENDER TODOS OS LOOKS! (vulgo: vestidos de gala exagerados, saias impossíveis de usar ou casacos anoréxicos). O que elas têm que vender são sapatos, maquiagem, óculos, bolsas, bolsas, muitasss bolsas… Não é a toa que se um casaco de pele de aligator desfilado (uns 15.000 Euros) vender para algum príncipe do petróleo, será só no lucro!! Ele não foi criado para vender e sim para seduzi-lo.

Como prova, aconselho um simples teste: vá àlguma boutique dessas beeemm famosas em Milão ou Paris e tente achar as roupas desfiladas nos “fashionshows”. Com certeza encontrará muitos acessórios à venda… não, eu não esqueci e já adianto sua pergunta: sim falo de “pret-a-porter”, porque “haute couture” só existe em Paris…

Qual o sentido de tudo isso nesse panorama?? Será que não tem algo que já não corresponde com os tempos em que vivemos?? Esse processo ”inverso” de elitismo funciona numa sociedade já carente de novos valores?? Não parece algo que até ridiculariza a “moda” e seus profissionais, esse tipo (entre outros) de  ”dilema” tão importante repetido semestralmente? ?Comentar que o azul ou a mini-saia é a tendência da estação não parece ridículo para quase 2009??…

Vale ressaltar que quase todas as grandes “maisons” contratam serviços de pesquisa e desenvolvimento de importantes “bureax” , onde eles coletam diversas informações encontradas quase que exclusivamente sabe onde?? NA RUA… observando e fotografando as pessoas enquanto elas olham revistas de moda bem caras e sonhando com roupas que dificilmente compraram.. algo não está funcionando.

**soundtrack recomendado para leitura::  GURU JOSH PROJECT  ”INFINITY 2008″  (um clássico revisitado…).**

Quais são as verdadeiras tendências?

quarta-feira, outubro 29th, 2008

Entra ano, sai ano, vem sempre aquele famoso blablablá sobre as tendências que ditam a moda, o design, o caraleaquatro, mas no fim é sempre ‘aquela dose de cicuta’ que todos nós temos que engolir. Releituras, ‘perfumes’, uma sobreposição de referências depois da outra, e de novo na verdade não vem nada. Preguiça.

Por sorte, buscando o que tem de mais arrojado no design principalmente de móveis e objetos, algumas linhas de pensamento conseguiram definir uma real tendência nos anos 2000, que nada tem de estético, mas sim de conceitual. Essa tendência vem se aplicando das mais diferentes formas com resultados cada vez mais surpreendentes: a distorção semântica dos objetos. Esse design junta tudo que sempre buscamos em relação ao preciosismo plástico e ao despertar do desejo. Mas agora, além de tudo, ele desperta a curiosidade e o questionamento da existência do próprio objeto. Em outras palavras, você olha e bate na testa, dizendo: ‘como ninguém pensou nisso antes?’

No Salão do Móvel de Milão deste ano tivemos alguns ótimos exemplares dessa tendência, como o banco em madeira capitonê de Marcel Wanders, ou as peças rabiscadas em sketch da Front. No Brasil, quem melhor ilustra essa linha é o fantástico Estúdio Nada Se Leva, que só no nome já provoca. São materiais duros trabalhados como almofadas, tridimensionalização de desenhos, animalização dos objetos, tem todo tipo de loucura.

Mas o que me fez pensar nesse assunto é uma simples mesa do grupo inglês Freshwest, que leva ao extremo o nome dos objetos.

A Pool Table não é uma simples mesa de sinuca, mas uma mesa de centro de acrílico azul de 50mm que reflete e refrata de forma que ela realmente se parece com uma piscina. Para completar, eles ainda adicionaram uma miniatura de um trampolim na lateral, evidenciando a ironia. Eles dizem que ainda não sabem se a peça entrará em produção, mas se contar pelo auê que causou em blogs de design pelo mundo, muita gente vai querer tomar sol na sala de estar.